Lugar comum. Hoje é um dia para que os negros “reflitam” sobre a posição dos negros na sociedade. Isso, claro, trocando miúdos o máximo possível. Desde os meus tempos de menino-Jaguaribe que carrego comigo a consciência. Não somente da cor que acho muito pouco.  Mas tem que ser assim. Hoje é um dia eu você negro tem que mostrar que está consciente de sua cor e lutar para contra discriminação racial a desigualdade social. Tenho escutado muito isso por aqui e em alhures. Mas porque apenas hoje? afinal, pergunta-me o colega “branco” ao lado, o que é mesmo essa tal consciência? ficar difícil explicar, respondo-lhe. Muito, acrescento. É uma qualidade mente, considerando abranger qualificações tais como subjetividade, autoconsciência, senciência (o Google foi criado para isso mesmo), sapiência, e a capacidade de perceber a relação entre si em ambiente. Sentiram? complicado, não? muito. Essa é a definição do que vem a ser esta tal “consciência”. Sendo assim, mesmo sabendo que muitos – não todos – conselhos não trazem anda ou pouco coisa de bom, diria que é muito melhor que você coloque na sua cabeça que ter consciência disso ou daquilo é saber separar o joio da ignorância do trigo do bom-senso. Sou negro e não nego. Pausa. E esse “Nego” não tendo nada a ver com o dessa bandeira feia que representa o meu estado.  Sei ainda das sacanagens cometidas contra nós homens de cor. Ainda. Infelizmente. E oque tenho feito para evitar que assim continua, as sacanagens no emprego, nas ruas, delegacias (em especial), bares e restaurantes, para ficarmos por aqui? simples: impondo-me como um ser humano iguais aos demais.  Por isso mesmo, algumas vezes, por essa minha imposição natural, algum branco – ou negro mesmo – tenha confundido essa minha “imposição” com prepotência ou coisa que o valha. Nada disso. Sou um negro que “não” reconhece o seu lugar, desde que esse não seja um lugar comum a todos. No dia da consciente negra, essa que não tem cora, assim como dizem não ter o sangue, mas esse tem, só me resta comemorar o homem negro que sou.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


oito − 2 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>