15 frases dos protestos pró e antigoverno

15 frases dos protestos pró e antigoverno

A BBC Brasil selecionou alguns cartazes que retratam as demandas das manifestações deste domingo e, também, dos protestos majoritariamente pró-governo de sexta-feira.  Brasil selecionou alguns cartazes que retratam as demandas das manifestações deste domingo e, também, dos protestos majoritariamente pró-governo de sexta-feira. Pela avenida Paulista passaram, nos últimos dias, multidões de manifestantes, começando na sexta-feira por dezenas de milhares de pessoas que saíram em defesa da presidente Dilma Rousseff e culminando neste domingo com centenas de milhares de pessoas críticas ao governo.

A avenida paulistana foi uma amostra de atos de diferentes magnitudes que ocorreram em todo o país, nos dois dias.

De pedidos de impeachment à defesa da Petrobras, a BBC Brasil selecionou algumas frases levadas às ruas pelos manifestantes:

“Pode chover, pode molhar, ninguém segura a resistência popular” – entoada pelos manifestantes ligados a sindicatos e movimentos sociais no dia 13 de março.

“Odeia o Brasil? Vá prá Miami lavar privada!” – encontrada em um cartaz na manifestação de sindicatos e movimentos sociais pró-Dilma em São Paulo, no dia 13 de março.

"Prefiro lavar privada em Miami a passar fome em Cuba", foi a frase em resposta ao cartaz na foto. 

“Prefiro lavar privada em Miami a passar fome em Cuba” – encontrada em um cartaz na manifestação anti-governo em São Paulo, no dia 15 de março.

“A Petrobras é do povo” – encontrada em adesivos na manifestação pró-Dilma em São Paulo, no dia 13 de março.

“S.O.S. Forças Armadas” – encontrada em cartazes e camisetas nas manifestações do dia 15 de março.

“Intervenção militar já” – encontrada em cartazes e adesivos de manifestantes no dia 15 de março.

“Quem não pula é golpista!” – entoada pelos manifestantes ligados a sindicatos e movimentos sociais no dia 13 de março.

“A nossa bandeira jamais será vermelha” – entoada por manifestantes em São Paulo no dia 15 de março.

Cartaz pede ajuda aos militares 

“Lula cachaceiro, devolve o meu dinheiro” – entoada por manifestantes anti-PT nos protestos do dia 15 de março.

“Eu não quero viver em outro país. Eu quero viver em outro Brasil” – encontrada em cartazes de manifestantes em São Paulo no dia 15 de março.

“Liberté, Egalité, Fraternité e Fora PT” – em cartaz de manifestante em São Paulo no dia 15 de março.

“Nem chuva, nem vento derruba os movimentos” – entoada pelos manifestantes ligados a sindicatos e movimentos sociais no dia 13 de março.

“S.O.S. aposentado: sem dinheiro, sem saúde, sem tesão. Fora corrupção” – encontrada em cartaz de manifestante no Rio de Janeiro no dia 15 de março.

“Fora Dilma, Alckmin, o PMDB e o Valdívia” – faixa estendida por dois manifestantes em São Paulo, no dia 15 de março. Renan Zani, 26, e Gustavo Cavalheiro, 37, explicaram seu cartaz à BBC Brasil: “Temos que pensar em tudo o que está errado (no país), o protesto não pode ser monotemático. Ainda não há provas para o impeachment da Dilma, (mas) viemos mostrar que tem gente contra a situação. Sobre o Alckmin, não estamos contentes com a maneira como a crise hídrica (em SP) foi administrada nos últimos 20 anos. A raiva do Valdívia (jogador do Palmeiras) é porque ele ganha muito e não joga. E o PMDB nunca foi eleito, mas governa o país desde o Sarney.”

Cartaz de manifestantes não esqueceu o meio-campista palmeirense. 

Socialismo dura até que acabe o dinheiro dos outros” – camisa de manifestante no Rio de Janeiro, no dia 15 de março. Além da frase, a camiseta trazia a imagem da ex-premiê britânica Margareth Thatcher, famosa pelas políticas de austeridade. “Sou fã dela”, disse Daniel Venturini, de 32 anos, o dono da roupa.

 

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


5 − = quatro

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>