VIAJAR PARA TROCAR A ROUPA DA ALMA!

VIAJAR PARA TROCAR A ROUPA DA ALMA!

SAMSUNGViajar é trocar a roupa da alma.  Mario Quintana.   Está lá (estalou?) na parede da minha sala. Um presente do meu bom irmão que agora acredito venha de uma vez por todas para ficar na melhor cidade do mundo. A nossa. Viajar é preciso. Viver? Viajando é mais ainda.

 Eu gosto de viajar. Muito. Ela também. Sinto que a viagem nos faz um bem imensurável. A gente investe na gente. Não tem uma vez em que saia desse meu porto seguro que não volte mais disposto a ficar por aqui mais seguro ainda. Isso mesmo: a minha casa é o meu porto seguro. 

Agora, quanto a minha cidade, não a troco por nenhuma outra. Nem uma nem mil.  Mesmo que essa traga uma compensação de lambujem. Pausa. Não gosto de lambujem. Nem da palavra. Muito feia.  E tudo meu tem que ser no toma lá dê cá. 

No entanto, em se tratando de viagem, não raras vezes sentimos uma vontade danada  de voltar, logo após a nossa partida. São coisas nossas. Sentimento atávico. Raízes. Ah, essas ficam. Se não dentro do peito, nas solas dos nossos pés. E não podemos seguir sem eles. Nem elas.

Erra aquele que diz que não temos raízes. Temos!  Os que não têm é porque nunca conseguiram se fixar na terra em que nasceram ou terras outras onde aprenderam a sobreviver.

Tenho raízes. Essas, porém, não me prendem a terra onde nasci, libertam-me. Sabem que um dia voltarei.

Saindo dela,  a minha terra, nas muitas vezes que saio, ela nunca se  esquece de regar os lugares onde por onde os meus pés um dia voltarão a pisar.

São Paulo e Rio de Janeiro ?  Declaro o meu gosto. Gosto. Não os amo.  Esses, porém, nunca estiveram tão perto,  vivos nesta memória em que eles nunca serão um dia “apenas” uma fotografia pendurada na parede.

Eu gosto deles. Mas tudo sem esquecer a minha terra que é banhada por outro rio que é mais bonito que o Sena, mais bonito que  o Janeiro dele. Um  rio bonitio em todos os meses do ano.

Por fim, a minha terra não precisa de sabiá para cantar. Nós cantamos por ela, e  ela nos encanta.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


dois × 5 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>