o menino mamando no lugar errado ?

Eu plural: não me digam que assim de primeira você sabia o porquê desse menino estrar com a boca lá dentro da vaca. eu? estranhei e não foi pouco. não sabia. sou diferente daquele colega que tudo sabe e tudo leu. e o que não sabe, assim costuma dizer, é porque “esqueceu”. e assim ele vai vivendo entre o esquecimento e a mentira.  mas se eu achei estranho essa entrada de cara limpa na vaca leiteira?  estranhíssimo! em seguida, não acreditando mesmo no que via, 1berto e caricaturafui buscar o vídeo, conforme orientação desse que viu primeiro que este mb. pois é. o vídeo está aí para ratificar o que os olhos viram.  viram?  então…- 1berto de Almeida.

“Observe o que esse rapaz, habitante do Sudão do Sul, o país mais jovem do mundo, faz: com a boca associada ao órgão sexual de uma vaca, ele sopra todo o ar que consegue.

Mas, por que ele faz isso?

É sabido por todos que vacas não fornece m leite o ano todo. Com o conhecimento que a humanidade acumulou ao longo dos anos hoje sabemos as causas da produção de leite não durar o ano todo, os hormônios envolvidos e até mesmo como burlarmos o período normal de produção das vacas.

No passado, entretanto, uma vaca parar de produzir leite poderia ser uma desgraça para a família que dela dependia. Assim, evoluímos como humanos buscando fazer o que estivesse ao nosso alcance para que o animal voltasse a ser ordenhado.

E uma das técnicas, com registros de 2000 anos antes de Cristo, consiste em soprar o órgão genital das vacas para tentar emular uma falsa gravidez e, com isso, fazê-la voltar a produzir leite.

Essa técnica. entretanto, é bastante anti-higiênica e traz pouco ou nenhum resultado. Assim, é normal que a tenhamos abandonado.

O que me espantou hoje foi ver que na tribo Nuer, residente no Sudão do Sul, os criadores de gado ainda adotem tais meios de produção. Ver isso me fez refletir sobre o quanto a globalização é seletiva: enquanto, mesmo no Brasil, temos acesso a técnicas produtivas eficientes, os sudaneses ainda estão a soprar suas vacas leiteiras”

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


7 − dois =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>