A Cobra Mordida Pelo Menino e Os Entendidos em Cobra

A Cobra Mordida Pelo Menino e Os Entendidos em Cobra

Um saco!

O assunto do dia é o menino que matou uma cobra ou ofídio ou mbói ou mboia ou malacatifa (feios, não?) com uma mordida fatal.  Nenhuma importância acho nisso. Meter a boca na cobra passou a ser nesses tempos modernos do vale tudo o ato mais normal do mundo. Mas agora o assunto virou noticia em toda a imprensa verde-amarela. E  o pior, o “mais pior”, como diria o sem graça e desonesto Luiz Vieira  fingindo ser o matuto que nunca foi, é que os “estudiosos de cobra” estão com a corda toda, ou melhor, com a cobra toda.

Na televisão, uns cheios de banca aparecem ensinando como “identificar” se uma cobra é venenosa ou não. Fácil, dizem esses. basta  olhar a cobra no fundo – o fundo não entra ainda – dos olhos da cobra e identificar um pequeno buraco – orifício? Tudo bem, orifício! – entre esses olhos e as narinas. Aí, eles ensinam, esse buraco chamado “fosseta loreal” é o sinal mais “visível” de que essa cobra é venenosa!

Os “cobrólogos”, esses entendidos em cobras,  sejam essas cegas ou não, diferente dos herpetólogos (seria isso mesmo?), dizem ser a coisa mais simples do mundo meter a boca numa cobra. Ora, dizem ainda, eles conhecem cobras como ninguém, e estão acostumados a lidar com elas. Nem precisam olhar entre os olhos da bicha, isto é, da cobra. Por quê? Ora, afinal, nesse momento eles estão numa posição que não lhes permite ver os olhos da cobra!

 Se estou de saco cheio como essa história do menino que matou a cobra com uma dentada?Cheiíssimo! E assim, cheio como vocês podem ver, perguntei aquele “agitador cultural” o que ele achava dessa história da cobra morta pelo menino com uma dentada. E ele, ar de quem não estava nem aí para a cobra mordida deu uma rabissaca, e somente dengo respondeu: “Nada a declarar. Nunca mordi uma cobra. Agora  se o assunto for  engolir…”

 Esse é mesmo cobra no assunto. Mas o fato é que não tenho mais saco para essa cobra comentar. Saco!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


cinco × = 15

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>