A crítica sempre atual de Agripino Grieco

A crítica sempre atual de Agripino Grieco

 

“A obra era ilustrada. O autor, não.”

“Era um deputado conservador. Seu único programa político era conservar sua cadeira na Câmara.”

“Mais mentiroso que epitáfio de cemitério.”

“Aquele médico, deixando de clinicar, passou a escrever. Lucraram os doentes, perdeu a literatura.”

“Crescem cada vez mais as orelhas dos livros… e dos autores.”

“Ruminava frases pastando em livros alheios.”

“Nunca houve livro que não melhorasse se reduzido à metade.”

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


× 6 = quarenta dois

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>