A inexplicável preguiça que nos traz o domingo

A inexplicável preguiça que nos traz o domingo

Por Anco Márcio – em 04/08/2007 às 04h04

Para a maioria das pessoas, domingo é dia de descanso. Mas há os que trabalham nele. O pessoal da limpeza, dos bares e restaurantes, de rádio, de jornal. Mas para a maioria, domingo significa pernas pro ar e uma doce e densa preguiça toma conta da gente. Parece que não vamos fazer nada o restante da semana, do mês, do ano, da vida.

Geralmente no domingo acordamos mais tarde, mesmo que esse tarde para os madrugadores queira dizer sete da manhã. No domingo, até quem toma medicamento, para de tomar para desintoxicar corpo e alma. No domingo há até os que passam o dia inteiro de jejum como os que praticam ioga.

E quem acorda, fica semi desperto, ali na cama de olhos semi cerrados, rádio ligado, ouvindo música ou ouvindo as últimas do sábado e primeiras do domingo. Um corpo chega ao IML e mais outro em seguida. Vão para a triste pedra de lá e somente serão necropsiados se os doutores tiverem coragem.Afinal de contas já estão mortos mesmo…

Há que tire o dia para atividade e corra para a academia mal o dia amanhece, para tirar aquele torpor que vem junto com o primeiro dia da semana. Há quem se dedique a correr desvairadamente pela beira da praia ou por terrenos baldios, botando o corpo pra esquentar na frieza do domingo.

E se estiver chovendo, então, é que o domingo é triste e modorrento. Os recém-casados fazem um sexo selvagem aproveitando a disposição do dia que amanhece, e aproveitando o fato de já estavam deitados juntos, É um sexo tarado, selvagem, animalesco, que parece não ter mais fim.

O domingo é assim. Os bêbedos contumazes correm para as barracas a fim de tomar a primeira do dia, os delegados estão com as cadeias abarrotadas e nosso espírito esbanja preguiça, como se por acaso a segunda feira não viesse por aí gloriosa, esplendorosa, pra gente começar a viver de novo…

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


2 × = dois

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>