a rosa

a rosa

rio no mês de agosto. a gosto. ou dezembro. por aí. fim de ano. começo de vida. pão de açúcar. a rosa doce. uma doce rosa. saíamos do mar para desaguar no rio. alguma coisa estava fora da ordem. mas queríamos que assim fosse.  foi. mergulhamos no rio ainda com o gosto de sal em nossos corpos. a rosa continua viva. bela. mesmo cuidada com a água do mar. sem cuidado com a água do mar. traz o mar dentro de si. ela. eu o rio.  esse corre para o mar. não quero inverter a ordem natural da vida. do mundo. do tempo. tudo flui.  o rio. o mar. a rosa.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


− 3 = cinco

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>