Aniversário de poeta se comemora com um poema deixando vestígios!
o poeta aniversariante

Aniversário de poeta se comemora com um poema deixando vestígios!

 Poemas de Linaldo Guedes. Confesso: gosto. Leio-os.  Não sou poeta. Aviso sempre. Mas gosto de me sentir poeta lendo os poemas de quem poeta é. Sérgio de Castro Pinto é poeta. Jose Assumpção é poeta. Marcos Tavares é poeta. Políbio Alves e poeta.  Linaldo Guedes é poeta.  Um bom poeta. Ótimo até. Temos ótimos poetas.

 Sou leitor dos poemas de Linaldo desde os tempos de seus “Zumbis” que escutavam blues. Esses que ainda hoje nada tem de mortos-vivos.  Vivos! Esses continuam. Sendo um sujeito eclético,  bom sujeito e bom poeta, os Zumbis de Linaldo  não escutam apenas blues. Também. Escutam tudo.  Sobretudo se no meio desse tudo existe a poesia.

  Assim são os zumbis do poeta  Linaldo que hoje aniversaria. Putabraço, poeta, os teus zumbis poéticos cantam parabéns! Se  vou de “Vestígios”? Vou. Mesmo lembrando que se o meu copo estivesse cheio não seria de vodka. Ah, nem morreria de tédio. Prefiro vinho. Ou uísque.

Parabéns, poeta!

 

 

Vestígios

 

ficou o copo vazio de vodka

o limão adoçando a manhã azeda

e aquele verde que insiste em me afogar.

(poema inédito em livro)

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


oito + 7 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>