Até Evita, se viva fosse, também evitaria.

Até Evita, se viva fosse, também evitaria.

Sinceramente. Todo o respeito aos que de mim discordam. Não queria a saída de Dilma. Confesso.  Não quero.  Não acredito mesmo que a sua saída seja uma boa entrada para qualquer um. Temendo ou não temendo o Temer, acho que essa não é a melhor saída.

Pra que mentir? Eu gostaria e muito que isso não tivesse acontecendo. Dói em mim saber que tudo isso está acontecendo. Eu votei neles, meus amigos, confesso. Mas, também sinceramente, tenho visto muita besteira sendo dita em nome de uma moralidade que não se consegue apenas com palavras de ordem. Muita besteira mesmo.

Entro no Face – tudo bem, um pífio exemplo, mas… – e saio com a face enrubescida de tanta besteira.  Eu compartilhar? Curtir? Comentar? Nunca! Sorrir de uma situação que não merece qualquer sorriso meu? Uma graça que graças a Deus não é uma graça que me faz sorrir? Sei não. Mas é muita gente por aí sem saber que mais importante do que ser só é aprender a só ser. Eu sou!

Os meus amigos, esses que sei que também estão sem graça, dividindo esse silêncio que evita chamar a atenção pelo barulho que faz, devem também estar balançando as cabeças, ouvidos do lado, deixando por eles  sair o mal-estar que essas coisas sem graça lhes proporcionam. Meu Deus!

O uso sem graça de piadas com o juiz Sérgio Moro, Dilma e Lula, esse cada dia mais sem graça, repito, não tem graça alguma. Não sei se vocês tem notado.  Pois eu tenho. Por isso mesmo há muito estou evitando falar a respeito dessa coisa sem graça tão falada por aqui. E não é porque Paulo Ró cantou um dia que “viver alienado é uma boa, jogando futebol é uma boa”. Nada de alienação!  Nada de ali é nação. A nação de um povo muito bem humorado, mas sem saber a hora exata de sorrir. Evito. Até Evita, se viva fosse, também evitaria.

Um saco!

A religião é o pio do povo? A política, pelo menos nessa sem graça fase do “impiche”, é outro pio. Melhor deixar pra trás? Nunca! Mas tentar fazer com que daqui pra frente tudo seja diferente.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


+ 8 = onze

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>