Arquivos do Autor: Humberto

Carmen Miranda

Dom Cardoso Carmem Miranda – A brasileira mais famosa do século 20. MARIA DO CARMO MIRANDA DA CUNHA, artisticamente conhecida como Carmen Miranda, foi uma cantora e atriz brasileira, de nacionalidade portuguesa, nasceu em Marco de Canaveses, no Distrito de Porto, Portugal, no dia 9 de fevereiro de 1909. Filha do barbeiro José Maria Pinto Cunha e de Maria Emília ... Leia Mais »

Orlando Silva

Dom Cardoso Orlando Silva – o cantor das multidões. Falecia no dia 7 de agosto de 1978, aos 63 anos de idade, vitima de uma isquemia cerebral. Com sua morte encerrava-se a história da mais bela voz do cancioneiro popular. Orlando Silva foi sem dúvida nenhuma o maior cantor da nossa música popular brasileira de todos os tempos. No period ... Leia Mais »

Dalva 2

Cardoso Dom Dalva de Oliveira, a rainha da voz Dalva nasceu Vicentina de Paula Oliveira, popularmente conhecida como Dalva de Oliveira. Nasceu no dia 5 de maio de 1917, na cidade de Rio Claro, no Estado de São Paulo. Faleceu no dia 5 de agosto de 1972, vítima de uma hemorragia interna causada por um câncer no esôfago. Seu corpo ... Leia Mais »

Dalva de Oliveira

Dom Cardoso Dalva de Oliveira II – a “Rainha do Rádio” no ano de 1951 Rainha do Rádio foi um concurso criado pela Associação Brasileira de Rádio para arrecadar fundos para a construção de um hospital. As cédulas de votação vinham na Revista do Rádio e a primeira premiação ocorreu no ano de 1937, no Iate Laranjeiras, um barco carnavalesco ... Leia Mais »

Zé com fome

Dom Cardoso Zé com fome, Zé da Zilda ou José Gonçalves – Um grande compositor desconhecido. JOSÉ GONÇALVES, nome artístico Zé com fome ou também Zé da Zilda, nasceu no subúrbio de Campo Grande, no estado do Rio de Janeiro em 6 de janeiro de 1908. Filho de músico, aos cinco anos começou a aprender cavaquinho com o pai, passando ... Leia Mais »

Cardoso Carmen costa

Dom Cardoso Carmen Costa – Eu sou a outra Esse belo samba-canção “Eu sou a outra”, de autoria do compositor e jornalista Ricardo Galeno, retrata com fidelidade as relações amorosas de Carmen Costa e seus parceiros musicais, e anos depois a própria Carmen assumia. Estas ralações amorosas fizeram com que alavancasse sua carreira, no samba-canção “Eu sou a outra” que ... Leia Mais »

o velho diário do (meu pai) compadre heráclito

diário compadre heráclito

Tenho em mãos um velho diário do meu pai Compadre Heráclito de  Almeida. Nele encontrei muitas verdades e ótiimos conselhos. Um belo diário! Um velho e belo diário esse do meu velho pai! Nele vejo que  sua grafia é bela. Uma caligrafia ele tinha.   Nos seus tempos era assim. Nem se precisava dos velhos (ele vem de outras eras) e ... Leia Mais »

MEMÓRIAS: Dona Chiquinha inventava palavras!

humberto memórias

À guisa de prefácio Dapenha – Mais um Natal sem ela. Enquanto o Júlio Iglesias rimava seu “Cu-cu-ru-cu-cu” que termina com “Paloma”, nossa saudosa Dona Chiquinha aproveitava o canto madrugador do galo da Marçal, nossa vizinha, para rimar com “lá vem o galo comendo angu”! Aproveitei o excelente e nostálgico texto de meu amado e querido Mano, Humberto de Almeida, ... Leia Mais »

Não adianta querer inventar paixões.

paixões-dois-660x330

Nunca queira inventar amores e paixões. Essas coisas surgem quando você menos espera, brotam de dentro do peito assim como brotam as flores silvestres, sem que ninguém as plante. Nunca fique tentando forçar e achar que todas as coisas do coração são conseguidas com muito esforço. Essas coisas são fáceis e somente vêm, como eu já disse, ao acaso, nunca ... Leia Mais »