Auxílio-Moradia ? Não renunciaria!

Auxílio-Moradia ? Não renunciaria!

Tudo bem. Foi um m gesto é bonito e merecedor de elogios. Só. O pobre e faminto, principalmente esse, povo verde-amarelo aplaudiu o  gesto. Mas, sinceramente, sinceramente mesmo, eu não renunciaria.

 Tudo bem que pode ser legal. Tudo bem ainda que muitos não achem justo. Mas o ato por si  não me diz muita coisa. Ora, dependesse de mim nem seria cogitada essa aberração de o juiz morando na própria casa receber em pagamento uma bela prestação por  morando nessa casa estar.

Renunciar ao que eles mesmos legalizaram? Um direito conquistado ? Ah, isso nunca! A renúncia única desse juiz ira servir sinceramente  pra quê? Vai – ele – dormir com a consciência tranquila? Besteira. Ela, a renúncia, não lhe servirá pra isso.

Pois bem, se ele renunciou, não conheço o juiz e apenas suponho, foi porque dessa “mixaria” ele não precisava. Os outros também não? Tudo bem. Mas os juízes, esses em especial, tem que ganhar mesmo muito bem. Por que? ora, porque não sendo assim muitos, como vem acontecendo ainda, infelizmente, vão acabar vendendo sentenças e colocando na rua quem deveria estar preso.

Não só renunciaria, mas achando pouco  pediria mais: gasolina para o meu carro; ajuda para o meu uísque de fim de semana; contribuição para as minhas viagens; colégio exclusivo para os meus  filhos e, achando ainda pouco, aposentadoria com direito a tudo se por acaso eu cometesse um ato que fosse indecoroso (meu Deus!) para o juiz que eu era!

Não renunciaria, repito, pois,  comigo é assim: Prego batido e ponta virada pra lua!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


dois − 2 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>