Saudade do Beco das Garrafas!

Saudade do Beco das Garrafas!

BECO TRES CARTAZDessa vez não passaremos em branco. Nem em branco e preto. Ora bolas! nem em cores. Nos dias próximos e bem próximos, mês de novembro, estaremos mais uma vez visitando essa cidade que Gilberto Gil acertou muito bem em dizer que “continua lindo e continua sendo”.

 Ah, como é  bom passear no Rio e viver nessa cidade onde está localizada a minha República Independente! O meu Jaguaribe! O Rio é para se visitar. Repito. Um belo e inesquecível lugar.  Agora,  viver sem vergonha alguma de ser feliz , é no meu bairro Jaguaribe. E nele vivo. Esse eu  carrego comigo.

Sabia do Beco das Garrafas desde o meus tempos de menino-Jaguaribe. Uma referência do movimento (sic) que surgia e que ainda hoje gosto como poucos.  A flor, o mar, um banquinho e um violão.. Foi nesse Beco  que o “mito” Elis Regina começou a despontar para ser mito em todo o verde-amarelo pais musical.

Agora,  estávamos ali,  a Rosa e eu.  Rua Duvivier. Um beco – eles dizem “travessa” – sem saída entre os números 21 e 37. Tinha os números decorados na ponta da língua. Pausa. Lembrei agora dos meus tempos de tabuada na escolinha de dona Iolanda. 

Confesso que achei o Beco muito pequeno para o tamanho da fama. Assim meio sufocado. Sufocante. Achei.  Nesse dia e hora as históricas boates estavam fechadas. Nem demos tanta atenção assim. Verdade. Mas devíamos ter dado um pouco mais.

 O problema é que a fama do péssimo atendimento nas referidas embotou o meu desejo de uma maior atenção. O nosso. Os preços também.  Eles vendem a fama do beco. A Rosa e eu nem ai. Mas na cabeça – na minha, na minha –  era  aquela sensação de que tinha matado essa vontade que nascera com o nascer da Bossa Nova. 

Nos Bottle’s Bar e Little Club não entramos. Mas como em breve, muito em breve ao Beco voltaremos. E, voltando dessa volta,   estarei   disposto a a contar em detalhes tudo  pra vocês. Mas que  valeu a pena, ah, isso valeu.  A saudade não era pequena. E a  vontade de entrar no beco era grande. 

Voltaremos. Que o beco nos aguarde. E os Bottle’s Bar e Little Club também.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


+ 9 = dezoito

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>