bom-dia, segunda-feira!

bom-dia, segunda-feira!

Manhã.  Manhazinha. Serei mais preciso. Manhãzinha de segunda-feira. Pausa. Uma crônica? 

Escrever é preciso. Eu preciso tentar. Tento. Não invento nem tento fazer diferente. Afinal, todas as crônicas são iguais. Ou quase.  Mudam apenas o começo e o final.

 As pessoas chegam com as suas – delas caras de segunda-feira. Caras ou rostos. Esses – ou esses – de segunda-feira. Poucos passam e dão um bom-dia com os rostos ou caras de domingo. Sinto.  Não sei o porquê. Também não me interessa saber. Eles sabem.   Somente eles.

Um colega se aproxima e reclama. Não pelo fato de estar numa segunda-feira. Mas por esse que acabei de aqui espalhar: todos chegam com caras ou rostos de segunda-feira. Pior: essas (caras) dizem não gostar desse dia. Esquecem o domingo. Esses têm caras de alegria.

 Sua reação? Não entendem como um colega de trabalho passa por outro e não se oferece todo amigo, dando—lhe um bom-dia. Não sabe. Essa foi a sua reclamação: esses economizam até um bom- dia.  

Às vezes um bom-dia faz da segunda-feira uma manhã de domingo. Não custa nada. Tempo. Apenas  O custo é de poucos segundos para a boca aberta: “Bom-dia!”.

Assim mesmo.  Nem precisa da exclamação logo depois desse dia antecedido do bom. Essa fica no ar. No sorriso. Nesse é melhor!

Um bom-dia somente sorriso é uma gargalhada da manhã. Aborrece-se o  colega.  Não dará mais um bom-dia a nenhum colega. Nem a um bom-dia responderá.

Nada lhe digo. Antes mesmo de sua reclamação. O meu bom-dia soou somente sorriso nos ouvidos dos presentes. Se não sentiram esse, o sorriso, a culpa não foi minha. Nem do sorriso.

Todos colegas e alguns amigos. Se esses não merecem o meu bom-dia, o desejo?  Muito. Não um desejo da boca pra fora. Fosse assim eles não mereciam. Nem um bom dia eu lhes daria.    

Não falo isso para o colega que prometeu recolher-se em seu bom-dia para os amigos.  O meu bom-dia, como dizem por aqui, segue com um sincero desejo de que bons sejam todos os dias da semana.  

Assim, nessa segunda-feira sem cara de domingo, mas com a minha cara sempre a mesma, desejo um bom dia (sem hífen) para todos com a cara de domingo.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


4 + seis =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>