CAGEPA:  e assim se passaram 50 anos!

CAGEPA: e assim se passaram 50 anos!

O Informativo Cagepa não circula mais entre os cagepianos. Faz tempo. Assim mesmo como aconteceu com o  vapor de cachoeira de Caetano Veloso que  não navega mais no mar. Tenho nas mãos um  Informativo Cagepa. Esse trazido (sic) pelo amigo de letras e peladas. Valdir Rangel. É o seu – dele – nome.  Um velho Informativo falando de um passado distante – ano de 1986 – e da história dessa empresa nunca esteve tão presente em minha vida.

Agora com o cheio de saudade nas mãos, espalho meu olhar pelo passado. Muito ficou na parede da memória.  Essa mesma que falava o poeta Itabiranense.  Fotografias desbotadas.  Se Companheiros que foram. Franklin, Silvestre, Dilço (sic), Gualberto, Mércia, Bartolomeu (Tola), Zeneide, Josemir, Haroldo, Carlos Antonio, Gilberto, Carlos Antão etc e etc.

Mas como nem tudo é tristeza e tempestade, lembrou-me também dos colegas cagepianos que ainda moram por aqui e vestem a mesma roupa que estou vestindo. Feliz. Por mim e por eles de gozar de suas companhias.

O Informativo Cagepa era uma radiografia em papel jornal da hoje cinquentona Companhia de água e Esgotos da Paraíba. Se muita coisa mudou? Muito. Não poderia ser diferente. Tudo muda nesta vida.  A Cagepa cresceu.  Abriu novos caminhos, espalhou “raízes de tubo” por todo o Estado.

 Hoje, apesar da crise hídrica que assola o mundo, a Cagepa tem se empenhado – sou testemunha presente – para evitar que muitos matem a sede sem que precisem sair de casa.  Vale a pena repetir: apesar da crise de água no mundo, especialmente em nosso seco e sofrido Nordeste, deixando aqui de tecer comentário(s) sobre o porquê da “secura eterna” nessa região cantada em versos e prosa de que poderia ser independente das outras do verde-amarelo, a Cagepa vem conseguindo atender satisfatoriamente quase (sic) todos os municípios parahybanos.

No começo, assim como em começos outros, prevaleceu a união. Fez-se a força. Também.  O dia? 26 de julho.  O ano?  1972. Em síntese: a água daqui foi somada com água de lá.  João Pessoa + Campina Grande. Sanecap (Dezembro de 1966) + Sanesa (criada em 4 de novembro de 1955) + Cagepa.  As três empresas funcionaram paralelamente até 1972, quando houve a unificação de todas as companhias, que passaram a funcionar como Cagepa. A história foi e continua sendo essa: a união, mesmo sendo entre águas, tornou-se sólida.

 Pronto. Uma vez que a história da Cagepa, mesmo sem querer nesse momento, pois falava apenas no Informativo, veio à tona, na história dela vou entrar um pouco.

Em 1977 o BNH aprovou financiamentos à Cagepa, no valor total de 12,3 milhões de cruzeiro para ampliação e melhoria do sistema de abastecimento d’água de João Pessoa.

Sendo uma empresa de economia mista, o seu patrimônio social é dividido entre o Governo do Estado da Paraíba (99,9 %), Prefeitura Municipal de Campina Grande, SUDENE e Dnocs.

O atendimento aos municípios paraibanos é realizado pelas Unidades de Negócio que estão distribuídas por região em todo o território da Paraíba. São elas:

 

Litoral – cidade polo: João Pessoa

Brejo – cidade polo: Guarabira

Borborema – cidade polo: Campina Grande

 Espinharas – cidade polo: Patos

Rio do Peixe – cidade polo: Sousa

Alto Piranhas – cidade polo: Cajazeiras

 

Hoje a Cagepa abastece – as intempéries do tempo muitas vezes não permitem que o atendimento seja o desejado pela empresa – 199 sedes municipais e 24 distritos e povoados. Fazendo as contas, essa fácil de fazer, pois afinal são muitos os que sabem quantos municípios formam o Estado parahybano, a Cagepa atende a 98% da população urbana da Parahyba.

 Mas não fica por aí. A Cagepa foi e vai além.  Ela e também responsável pela coleta de esgotos em 22 municípios. Se isso é pouco? Muito. Sobretudo considerando que essa empresa ainda tem muito para crescer.  Afinal, aos 50 anos, são poucos os que sabem da vida e do mundo.

 Foi a descoberta de Valdir Rangel que me trouxe a lembrança do aniversário dessa empresa, onde me descobri técnico e – nunca deixarei de ser grato – abriu-me novos e prósperos caminhos. Mas não poderia deixar de ressaltar que para isso eu fiz minha parte. Parte essa para que esses caminhos fossem abertos. .

 Assim, estamos todos de parabéns nessa data querida!  Sem exceção.  Todos estamos fazendo 50 anos!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


nove − 6 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>