CLAUSTRÓFOBO TAMBÉM ? ESTAMOS FECHADOS!

CLAUSTRÓFOBO TAMBÉM ? ESTAMOS FECHADOS!

Um dia, ali na Livraria do sempre Luiz, num bate-papo gostoso com os mestres Milton Marques Júnior e Hildeberto Barbosa Filho, fui direto como um chute do infalível Bruce Lee: “Sou um claustrófobo assumido! E se ainda não fui a Paris, essa“festa”do Hemingway que antes de trocar roupa e mudar para outra cidade ainda irei, foi pelo fato de claustrófobo ser! Meio-dia dentro de um avião, para mim, é uma eternidade! ” O bom, porém, indagorinha pude constatar, é que não estou sozinho nessa “fobia”! Vou contar!

Hoje, quarta-feira, manhãzinha, uma bela moça que me esperava – não sabia que me esperava! – na porta do elevador, perguntou gentilmente: “Você vai subir? ”. A voz era suave. Percebi. Ouvi.  A minha resposta?  Positiva! Ela então sorriu: “Posso subir com você? ”! Meu Deus! É claro que pode! Mas o que essa moça bonita estaria querendo comigo? Ó mente! Ó mores!  NADA! Apenas mais uma claustrófoba como eu que não tinha coragem – quase escrevo “peito”, mas, se assim escrevesse, estaria mentindo – de “entrar e subir sozinha” no elevador!

Estão vendo? Nem sempre a claustrofobia é um mal! Um mal apenas!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


+ 6 = sete

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>