conto o mínimo…

conto o mínimo…

Ele chegou disposto a nunca mais voltar àquela casa. Não aguentava mais o lugar comum. Um só livro de sua biblioteca de cinco livros nunca estava fora do lugar.   Assim, sem deixar uma só carta explicando o tresloucado gesto, entrou no exemplar mais grosso que tinha e despareceu.  Depois desse dia nunca mais encontrou o caminho de volta. Nem depois de caminhar até a última página.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


− 2 = seis

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>