encouraçado o quê mesmo ?!

encouraçado o quê mesmo ?!

Mais uma vez, por “desencargo de consciência”, cinéfilo que sou, confessando mesmo não sendo réu, tentei rever o Encouraçado Potenkim (1925) do Sergei Eisenstein, feito para críticos e estudiosos do assunto, e não consegui. Por que negar?

 O filme aproveita um fato histórico – um motim a bordo – e termina deixando no ar, embora em forma de quebra-cabeças, uma aula sobre a força do poder coletivo (leia-se revolução) e a luta contra a injustiça. Por aí. Eu,= particularmente continuo achando que cinema é entretenimento. Repito: entretenimento.

Por essa e outras é que aviso a um dos meus dois leitores, esse que não é critico de cinema nem estudioso da sétima arte nem cinéfilo, que o dito cujo é para quem é do ramo. Apenas.  Mas se for para escolher – como entretenimento – entre o Encouraçado Potenkim e o A felicidade não se compra, de Capra, não pense duas vezes: mil vezes prefira o segundo.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

2 comentários

  1. Bem, acho que é o que se pode dizer, também, do clássico dos clássicos brasileiro, LIMITE. Se você não voltar no tempo, não vai tolerá-lo.
    Eisenstein foi o cara que praticamente criou o cinema como o conhecemos. Muita água rolou DEPOIS dele, e isso é o que pesa a favor do russo.

    • Humberto

      ah, mestre solha! concordo em fita e cortes e ângulos e tudo o mais! chatísssimo! tem mais: não fica dificil perceber a influência do “encouraçado” nele. ainda bem que o Mario Peixoto ficou por aí. limitou-se. pra que negar ? apesar de ser um “clássico” cantado em versos e prosa, assim como o Ganga Zumba de Humberto (meu xará) Mauro, outro saco, não consigo assistir a Limite outra vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


quatro + 8 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>