Esse Terraço em nós…

Esse Terraço em nós…

O Sol nasce aqui como se nunca tivesse morrido! Afinal, o Sol só (sic)morrerá um dia para nascer em outros corações!  Aquim, em pedaços  coloridos ele  se espalha em nuvens plúmbeas! A expressão estava em nossas caras: nuvens plúmbeas!

Mas o mar nem está aí  em toda a sua grandeza líquida para esse Sol que nasce como se nunca tivesse morrido!  Nem  aí para esse céu somente chumbo!  O Terraço. Ah, o Terraço!  Nele plantamos esperanças e colhemos flores. Muitas.

Terraço tem vários significados. É polissêmico. O nosso , porém, tem apenas um: Paz! nem é preciso ir muito longe. Nada de  alto mar.! Ela está logo ali, a quatro andares de altura.  

Em alguns momentos achamos até  que podemos tocar no céu!  Impressão. Apenas. Mas assim como na canção o céu estar perto do morro, o céu nesse Terraço fica muito próximo da gente. Não queremos viver no céu! Não precisamos. Queremos viver. Apenas.

 Um dia ainda sentiremos falta dele.  Mas esse dia passará logo. A saudade ? Essa terminará  quando descobrirmos que trazemos esse terraço em nós! Nenhuma dúvida. Iremos levá-lo  conosco!

Assim, depois de tanto tempo vivendo no  Terraço. plantando esperanças e colhendo flores, esse nunca mais será o mesmo!

Nem nós!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


− cinco = 2

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>