Golpistas que venderam quadro falso porUS$1mi receberam dinheiro falso

Golpistas que venderam quadro falso porUS$1mi receberam dinheiro falso

O comprador, um “rico sheik árabe”, agia por meio de um intermediário que, por sua vez, pedia aos desafortunados vendedores uma comissão de 300 mil euros.

Se uma disputa tivesse sido realizada pelo título dos trapaceiros mais infelizes da história, talvez dois homens da Espanha tivessem todas as oportunidades de ganhar. Em 2003, eles concordaram em vender uma pintura falsa que supostamente era um trabalho de Goya, mas, na realidade, era apenas uma cópia do retrato do pintor espanhol Antonio María Esquivel.

O comprador, um “rico sheik árabe”, agia por meio de um intermediário que, por sua vez, pedia aos desafortunados vendedores uma comissão de 300 mil euros. Curiosamente, os golpistas não perceberam que era uma armadilha, pegaram emprestada essa quantia de um amigo e foram fechar o “negócio do século”.

Inicialmente, os espanhóis tentaram vender a pintura por 4 milhões de francos suíços, mas, no final, só receberam 1,7 milhão nesta moeda (o que equivale a aproximadamente 1,7 milhão de dólares), mas o dinheiro acabou sendo falso, assim como sua mercadoria. Os homens foram presos quando tentaram depositar notas falsas em uma conta bancária em Genebra, e o mediador que havia escapado com a “comissão” nunca foi encontrado.

 

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


7 − = três

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>