Hospital é condenado a pagar R$ 30 mil por trocar cadáver de mulher

Hospital é condenado a pagar R$ 30 mil por trocar cadáver de mulher

A unidade chegou a devolver o cadáver nu aos parentes, em

A Justiça condenou o Hospital Evangélico Goiano (HEG), localizado em Anápolis, a 55 km de Goiânia, a pagar R$ 30 mil de danos morais para Walter Gomes Veloso por ter trocado o corpo da mãe dele com o de outra mulher. A confusão fez com que o corpo de Henriqueta Veloso fosse levado para Itapaci, a 200 km de distância. Ao ser devolvido, o cadáver estava nu.

A morte aconteceu em 2014 e a família lutava na justiça para resolver o caso. Os parentes de Herinqueta pediram R$ 1 milhão por danos morais. O juiz considerou que o hospital agiu com “absoluta negligência”, mas avaliou que a quantia pedida era “fora da realidade” e a reduziu para R$ 30 mil.

O processo indica que os parentes cobravam da unidade de saúde a liberação do corpo, mas não obtiveram sucesso. Só depois do meio-dia um funcionário do HEG falou sobre a confusão para a família.

“Ao receber o corpo da senhora Henriqueta completamente descoberto, despida, nua, sem nenhum cuidado, onde, muito embora esta já não pudesse mais sentir frio, por sua ausência de vida, entretanto, tal cena tocou profundamente a todos os familiares”, afirma a acusação.

Segundo explica o G1, ainda cabe recurso à decisão tomada pelo juiz Walmory Sanches. A assessoria de imprensa do HEG ainda não se posicionou sobre o caso.

 

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


oito × = 24

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>