Lembranças de “broto” Spencer

Morreu e eu gostava muito. Mentira. Nunca fui de assistir a filmes seus. Deles. Seu e do companheiro que, também não vou mentir, não suportava.  Se assisti a algum filme dele, deles, não me lembro. Acho que nenhum.  Era um bom sujeito. Bonachão. Cômico às vezes. Tudo que eu sabia deles, sabia fora do cinema. Jornais e televisão. Era assim que eu via e, assim também, conhecia a dupla. Noticias pela televisão. Era divertido. Negar não hei de. Nunca!  Achei mais legal – bonita até, ótimo final – a sua despedida na hora de trocar de roupa e se mudar para outra cidade. Obrigado. Agradeceu. A Deus, se em Deus acreditava, e a vida, essa que viveu porque nela acreditou. Vale a lembrança. Vale a homenagem.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


um × 8 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>