Mais um Tavares que marcou: Marcos!
Poeta Marcos Tavares

Mais um Tavares que marcou: Marcos!

Passou o Dia do Índio e eu nem aí. Nunca aí estive. Não sou índio. Sou negro. Mas como um dia irão me dizer que não lutaram pela minha causa por não ser negro, tudo bem, sou índio! Sempre fui! Sou índio para dizer que essa terra é minha e ninguém tasca! Eu vi primeiro!

 Leio Réquiem para a Confederação dos Tamoios. Marcos Tavares. Um poema lá de não sei quando. Mas não preciso saber. Não me interessa. Um poema não tem idade. Agora leio Marcos Tavares. Tudo aquilo que não disse no Dia do Índio, esse que hoje nada mais tem dele, apenas uma coisa chamada “toré” e outras coisas em graça, Marcos Tavares, irmão de outro poeta e amigo e parceiro meu, Anco Márcio, consegue dizer como o seu “Réquiem”.

Leio. A leitura faz-me um bem.  Poucos sabem. Ou muitos.  E , se soubessem, procurariam esse bem que há tempo esse bem me faz. 

Marcos Tavares é poeta. Sérgio de Castro é poeta. Eilzo Matos, Águia Mendes, Políbio, Linaldo, Vanildo, Quelyno, Anco Márcio. Hildeberto e outros são poetas.  Todos poetas! Não sou! Um Malabarista de Palavras! Apenas.

Pois é.  Leio poetas como Marcos Tavares e me sinto bem pelo fato de não ser poeta!  O réquiem? Posso transcrever um pedacinho? Tudo bem. O pedacinho vai:

“Vai

Aponta tua flecha

Pra o planalto central,

onde antevejo

o réquiem da nação Tapuia

Vai, cacique

Vai ao Bananal

e canta com as suas plumas

de Carmem Miranda:

- Yes, nós temos banana.

Pra dar e vender.”

 

Poeta. Não tenho outra palavra. Leio e concluo: poeta!  Assim como esses que acabei de falar. Escrever os seus nomes neste espaço. Sergio, Polibio, Vanildo, Eilzo…Quintana e Drumonnd!  Poeta! Poetaço é Marcos Tavares! 

Pronto. Volto a meu silêncio. O que me estou dele.  Muito? Pouco para tantas palavras!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


nove − 1 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>