Miolo de Copo

Miolo de Copo

- O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) lidera a disputa ao Palácio do Planalto com 28,2% das intenções de voto. Não vai demorar para  ser  mais um“voto de protesto” que elegerá um para o desengano de muitos. Inclusive e em especial para  aqueles – assim como este MB – que não votaram nele.  Nada de violência. Nem a dele nem a desses que a defendem. Mas se lula não foi eleito pela falta de um dedo, sem violência, a violência poderá eleger Bolsonaro.

 -  A teologia classifica como um “dom divino”. Muitos, entre esses,  este MB, classificam como um “dom natural” que desperta admiração. Simples. Nem tanto respeito. Pois é. Olhando esses candidatos que aí estão nem um aparenta possuir um dom assim. Carisma. Nem divino nem natural. Uns caras de pau. Sem esse S. Apenas.

 - Depois de meses,  uns dois ou três, finalmente, por descuido ou esquecimento, deixaram a porteira aberta, e pude ver o que a Prefeitura de Luciano Cartaxo está fazendo ali ao lado da feirinha de quarta-feira, em Jaguaribe,  nesse espaço somente saudade do que fora um dia o Campo do Filipeia (ou ABC) de Abel, filho de Venelipe. O que estão fazendo?! Não vi nada! Apenas um espaço com aspecto de praça, ralo asfalto espalhado pelo chão e uns postes, esses não colocados pelo Lula, servindo para coisa alguma.

 -  A Rosa (Rosanna Chaves) continua sem perder a poesia nem a vontade de produzir o melhor da nossa cultura musical.  E em especial  buscar bons artistas que mereçam  por ela ser produzidos. Eis aí uma ótima oportunidade para os nossos artistas mostrarem a sua arte. O Fulô Mimosa vem recebendo dela  a  atenção e o  tratamento merecidos. O grupo ainda vai evoluir muito . Acredito. Uma coisa, porém,  elas já  têm: talento.brennnand rosa 11111GRUPO FULÔ SEM O SANFONEIRO

 -  Nunca vi uma “campanha eleitoral” tão suja! Meu Deus!  Todos são bons e a lua continua faltando um pedaço em noites sem lua cheia!  Apelam para tudo e em todos eles encontramos  roubos, mentiras e corrupção. O lema é “ninguém é inocente até que se  prove que ele não é culpado”. Tem mais: os mais corruptos  – como eles querem demonstrar –  são os que lideram a disputa.  Sempre. E assim segue essa roda gigante espalhando merda como um ventilador gigante.

 -   Tudo bem. Os críticos gostaram. Nada contra.  Uma questão de gosto? Pode até  ser. Mas inventei de assistir mais uma vez ao filme de Guillermo del Toro, a Forma da água, para ver se via (sic) algo diferente,  e  continuei com a mesma impressão:  não gostei. O que achei ? Nada! Um filminho.

 - Benjamin Constant dizia que a gratidão tinha memória curta. A gratidão poderá ter –  eu não.  Outro, o Antístenes, dizia que A gratidão é a memória do coração. Vou por aí. Por isso,  nesse momento e sempre,  nunca deixarei de agradecer, sem exceção, aos amigos que nesse barco estão comigo. Não citarei os seus nomes porque,  nesse caso, embora todos presentes, a memória poderá ser menor que a minha gratidão.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


× oito = 8

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>