Morrendo de saudade do seu/meu Jaguaribe!
um malabarista de palavras e a casa da 12 de outubro onde nasceu

Morrendo de saudade do seu/meu Jaguaribe!

Vez em quando ou de quando em vez – escolham – recebo um imeio somente saudades de um contemporâneo do meu bairro Jaguaribe. É saudade que não acaba mais! Entre esses saudosos, Wilson Meneses, acredito ser esse o nome complete dele, lembra a Cruzada de Frei Albino, Campo da Vila, Pedro Osmar e o seu Jaguaribe Carne, Cachimbo Eterno, Reizinho Metuzael… e fica por aí para não morrer de saudades, escreve. Mas e aí, Wilson, por que não morrer de saudades lembrando o Compadre e João Heráclito? Dona Chiquinha? O bom Léo, O coco de Oscar? O xangô de Marçal (ou seria Massau?) e a santa que “ chorava”? Ah, meu bom Wilson, fosse para morrer assim, ressuscitaria para saudade deles sentir de novo! E morrer!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


dois × = 16

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>