Não façam barulho! O meu SILÊNCIO está dormindo!

Não façam barulho! O meu SILÊNCIO está dormindo!

“Não preciso de palavras para descrever o meu silêncio. Nunca! Palavras? Palavras, palavras, palavras! A palavra é pedra no caminho do meu silêncio. Ela faz com que ele nela tropece e caia. Faça barulho! Perturbe o menino que dorme na rede do tempo. Um tempo que não conseguiu ainda pescá-lo. O meu silêncio não grita para acordar as manhãs; não boceja quando a noite chega. O meu silêncio adora reticências. Brinca com os seus pontos cheios de mistérios. Pula-os como se brincasse de academia. Ah, como grita esse silêncio dentro de mim!”. – P.A

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


cinco − 3 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>