NÃO POSSO DEIXAR DE SER O QUE SOU PARA SER UM OUTRO FALSO!

NÃO POSSO DEIXAR DE SER O QUE SOU PARA SER UM OUTRO FALSO!

 

Ah, aquela história de “melhor aos apostar aos pouquinhos porque se algo der errado não estarei perdendo tudo” não é comigo não. Pode ser para alguns. Até aceito. Mas, talvez por isso mesmo, essa falta de medo de começar ou recomeçar de novo é o que tenha feito com que eu tenha vivido mais que os amigos de caminhadas maiores!

Só uma coisa não abro mão: preocupar-me mais com o “ter” que com o “ser”, deixar de ser esse sujeito que nunca cometeu uma só sacanagem com um amigo ou consigo mesmo. Não abro mão! Podem prender, bater, mas nunca vou mudar de opinião: não posso deixar de ser o que sou para ser um outro falso!

E assim, sem medo de apostar no futuro, pois o meu futuro vocês sabem é hoje, sigo de cabeça erguida, fitando os picos mais altos desta vida! Um rima. Apenas. Em síntese: sou plural sendo singular!

Sou uma pessoa que acredita que um dia bem vivido nesta vida vale por toda essa outra vida que muitos acreditam existir! Essa  onde um dia lá vale milhões de dias nossos!  Onde mão existe tempo nem hora nem dias para se contar! Mas entre essa e a vida que vivo, bela vida, vou sempre preferir a minha aqui e agora!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


4 − = três

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>