não tem operação para esse tipo de doença: o crime compensa.

não tem operação para esse tipo de doença: o crime compensa.

tem dias que a gente não somente  se sente (vale como aliteração ou cacofonia?) como quem partiu ou morreu. morre mesmo! e de vertonha.  a gente se sente mesmo é puto com a falta de honestidade de muitos desses sujeitos que passam pela gente e acham graça porque ainda somos honestos. ex-crotos. pulhas. sacripantas. o  sujeito faz uma análise de sua vida e ainda meio puto chega a conclusão de que nesse país o roubo, o grande roubo, saliente-se, aquele que todo mundo ficou sabendo, inclusive o nome do ladrão, estar  compensando mais do  que nunca!

Dá um nojo!

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


6 − = cinco

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>