NOS TEMPOS DO BOTAFOGO DE NICÁCIO: ELE JOGARIA HOJE?
O histórico time "matador de tricampeões"

NOS TEMPOS DO BOTAFOGO DE NICÁCIO: ELE JOGARIA HOJE?

 

O meu irmão Paulo é botafoguense desde a mais tenra idade. Esse Botafogo é o da Parahyba. Nos meus tempos de menino nunca fui de ir a campo. Paulo ia. Não perdia uma partida do Botafogo de Nicácio, Zé Eduardo e Magno.

Embora gostasse de jogar futebol, pois um quase craque fui, sem cabotinismo, não era muito de ir a campo. Somente raras vezes isso acontecia. Paulo, porém, não perdia um jogo do time de Lima, o Fantick, como ele sempre o chamou. Eram amigos no bairro da Torre.

Paulo fala do Botafogo da Parahyba com o entusiasmo do menino que viu o seu e meu irmão João Heráclito, também irmão meu, correndo mais que a bola no histórico e saudoso Estrela do Mar de Frei Albino. Um jogador de um bom condicionamento físico. Era o já saudoso João Heráclito, filho do Compadre Heráclito e Dona Chiquinha. Apenas.

Agora a vez é de Nicácio. Ele fala do ex-volante do Botafogo como se ele, o Nicácio, não tivesse deixado de jogar há quase 30 anos. Um jogador diferenciado, dizia. Dono de um futebol moderno, atual. Ainda hoje jogaria em qualquer desses times aí que disputam a Série A. Tudo isso?! Então era um craque? Faltava-lhe pouco. Faz questão de repetir: jogaria hoje.

Sei o que ele deseja dizer com esse “jogaria hoje”. Tivemos muitos jogadores comuns, quase pernas de pau. Esses, porém, foram titulares em muitas equipes profissionais daqui e de alhures. Pausa. Hoje também temos. Temos o quê? Pernas de pau. Digo e ele concorda.

Alguns jogadores profissionais que hoje são considerados “bons jogadores” – não craques, pois craques não temos – que não entrariam numa pelada no Campo da Vila do meu bairro Jaguaribe entre “Senado e Cu de Calango”. Não estranhem. Esses eram os nomes dos melhores times de pelada daquela época. Senado e Cu de calango. Também não me perguntem o porquê desse batismo. Não saberia dizer. Não sei.

Ah, e Nicácio era craque? Ele insiste em dizer que muito de um craque ele se aproximava. Um volante craque. Pausa. Difícil. Volante é uma posição dentro de campo em que ser craque é muito difícil. Mesmo naqueles tempos. Fico calado por um bom tempo. Um volante… Raro um volante craque.

Dessa vez foi só o pensamento.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


dois + = 8

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>