o bacurau não me pegou ou não consegui pegar o último ônibus

o bacurau não me pegou ou não consegui pegar o último ônibus

Somente agora assisti ao filme do Kleber Mendonça filho e juliano Dornelles. Sempre fui assim. Nunca gostei de surfar na onda do sucesso.  Assim mesmo. Sem pressa alguma assisti ao filme que ouvi por aí ser um dos “melhores filmes” da história do nosso cinema.  Assisti a Aquarius e O som ao redor. Esse filme do Kleber – O som ao redor – figurou entre os 10 melhores do ano de 2012.  Pausa. Esses escolhidos pelo The New York Times. Nem preciso dizer mais. Já Caetano Veloso disse que O som ao redor  (salve Waldemar Solha!) é “um dos melhores filmes feitos recentemente no mundo”. Meu Deus! No mundo!  Não sou crítico de cinema. Cinéfilo. Apenas. Mas digo que O Som ao Redor e Aquarius me pegaram  muito mais que o propalado Bacurau. Acho mesmo que não entendi o recado. Uma história diferente(?) das muitas que vi/ouvi por aí e que não me faria falta se visto e ouvido eu não tivesse.  Se tem mais? Tem: ela não é tão diferente assim como muitos  por aí dizem.  Vi/ouvi outras parecidas. Em síntese: o Bacurau não me pegou.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


seis × = 54

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>