O cigarro e eu

O cigarro e eu

Acho uma tremenda besteira essa de sair espalhando por aí que o cigarro mata. Todos sabem, porém, mesmo sabendo continuam de cigarro morrendo. Acho que posso dizer que fumar é um suicídio lento. Assim como beber.

 O cigarro, por sua vez, isto é, a vez dele, se traga. A bebida, mesmo querendo não se traz, não se traga. Mas, se bebo, nunca fui um bêbado contumaz. Sou assim: quanto mais eu bebo, menos vontade de beber eu tenho!

 O cigarro. É esse que mata mais que a  solidão. Ou estaria errado em minhas estatísticas ?! Uns fumam para fazer passar o tempo, outros passam o tempo fumando e nada veem. Perdem tempo com o vício. Ficam cegos… E doentes.

 Faz tempo que não digo para alguém parar de fumar porque o cigarro tem não sei quantas mil substâncias mortais. Eles sabem. Fumar é fumo. São covardes ou corajosos demais.  E se  eles não sabem não adianta.  E dizendo eles farão questão de saber menos ainda.

Portanto, se não trazem ou  tragam ou não,  aconselho a pedir  aos que trazem e  que morram de cigarro! Só uma coisa: fumem e morram longe de mim! Pois não suporto tossidas de fumantes. Nem pigarros. Esse é o preço.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


sete − 3 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>