O IMPOSTO DA FÉ

O IMPOSTO DA FÉ

Presidente Michel Temer apresentou e assinou no dia de hoje,  um estudo feito por uma equipe especializada em tributação econômica,  cujo objetivo é cobrar impostos de igrejas e instituições religiosas em geral.

As igrejas e outras organizações do tipo,deveram ter um relatório contabilizando entrada de recursos e despesas arcadas com ofertas, dízimos e doações em geral, seja financeira ou de outra especie.

O valor da taxa do imposto, levara em conta o patrimônio da instituição religiosa local,( medida do terreno, medida do templo, veiculos, e outros bens) o valor sera cobrado por templo e não por vinculo, ou seja cada igreja local pagara seu imposto, e não somente a matriz, o imposto das filiais serão cobrados conforme sua estrutura.

  • O presidente vai promover uma serie de material informativo que disponibilizara nos meios de comunicação para fim de esclarecimentos.

Entre vários motivos para cobrança de tal imposto, Temer declarou, que tal imposto vai  ajudar  a aquecer a economia tendo uma contribuição para o desenvolvimento do País, como por exemplo: contribuindo para a criação de empregos com carteiras assinadas tanto diretas como indiretas, assim refletindo esse resultado no PIB.

Outras medidas podem alterar o novo imposto, que poderá entrar em vigor em 2018, foi aberta uma pauta ao qual suspende a imunidade tributária não só de templos, mas de de qualquer outra instituição que tenha imunidade tributaria, como sede de partidos políticos, sindicatos , instituições educacionais e etc, com exceção da maçonaria, que é filantrópica.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


sete × 8 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>