O “MAGO” DE RICHARDI MUNIZ

O “MAGO” DE RICHARDI MUNIZ

Acho que pelo menos um dos meus dois leitores sabe o que é uma caricatura. Eu sei. Aprendi com esse meu leitor que sabe o que é caricatura Temos muitos caricaturistas na Parahyba.  São poucos, porém, que podem ser considerados bons. Eu confesso que conheço no máximo três. Eu disse “conheço”  o trabalho deles.  Uns  são pessoas que não conheci cara a cara com ou sem caricatura. E, entre esses, negar eu não posso, o craque mesmo é William Medeiros, aquele que em qualquer equipe (de caricaturistas, chargistas ou cartunistas) faz a diferença.

Na caricatura, isso vocês sabem, a pessoa caricaturada tem as suas características exageradas e passam a ser vista como uma piada. Explico melhor: ela se torna uma cópia dela, que, assim exagerada, será  capaz de provocar risos na primeira olhada de quem está do lado de fora do processo. A caricatura “distorce” o sujeito.

Outra: a boa caricatura é quase sempre feita com poucos traços. Alguns caricaturistas são isso mesmo ph de Pharmacia quando caricaturizam (sic) alguém. Eles carregam na tinta ou no traço. Afinal, caricatura é uma palavra de origem italiana que significa “carregar”. Ou seja: carregar no sentido de “exagerar”.

Essa caricatura de Richardi Muniz – conheço poucas dele – é um bom exemplo de uma boa caricatura feita com ótimo traço. Limpa. E ainda há um porém que não acontece com alguns caricaturistas: toda feita à mão. O computador, esse hoje ótimo instrumento para fazer essa arte, foi deixado de lado pelo artista apostando na originalidade. Apostou e ganhou com isso.

Mas, por outro lado, esse que aqui não se discute, também não quero dizer que os artistas do “grupo de risco” que usam o computado como auxilio luxuoso na sua – deles – criação não sejam também excelentes quando optam pelo uso da mão. Eles não ficam pra lá e pra cá epra cima e pra baixo, pois, usando a mão dessa forma, acabarão  sendo motivo de gozação. Afinal, o uso da mão assim, vocês sentiram: é masturbação.

Mas a verdade é que essa foi uma das melhores caricaturas que vi do “Mago”. Richard Muniz, mesmo um tanto afastado desse universo, sendo ainda  um  bom  quadrinista, continua mostrando que não perdeu o caminho.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


seis − = 3

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>