O MEU CINE SANTO ANTONIO ERA O MEU PARADISO!

O MEU CINE SANTO ANTONIO ERA O MEU PARADISO!

CENA UM: gosto que me enrosco quando assisto a um filme e ele fica aquele tempão feito quadro colorido na parede da minha memória!  Vou dormir e o mocinho e a mocinha ficam ali agarradinhos trocando beijos no escurinho do cinema! Ela sempre gostosinha, bochecha pintada de carmim;   ele, depois de matar um leão e achar a coisa mais natural do mundo, tirando o chapéu e mostrando que o penteado continua o mesmo!  

Existem filmes que com uma cena e “apenasmente” uma, como diria o Lima Duarte na pele do Sinhozinho Malta, um personagem que nunca gostei e que parece ter gostado demais do Lima Duarte e  que nunca lhe abandonou, entram em nossas telas (as da mente) para nunca mais sair! Pauso.  Prometo não usar mais o “nunca”  mais daqui pra frente. Ah, some-se ainda a  esse  meu desgostar do Sinhozinho Malta o fato de ele ser um chupador sem caráter do espetacular Coronel (e o Lobisomem) do José Cândido de Carvalho. Vamos as cenas outras.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


8 × dois =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>