O meu silêncio pede mais silêncio – silencio.

O meu silêncio pede mais silêncio – silencio.

 “Não é que me faltem as palavras. Nunca! Mas o silencio sempre me disse mais do que todas as palavras que eu pudesse escrever ou dizer. Não adianta palavas para explicar o silêncio quando esse não é compreendido. Vivo o silencio em mim! Não raras vezes preciso mais dele que das palavras para dizer o que desejo. E nesse momento, mais que nunca, é o silêncio que desejo. Não um silêncio isolado, doído, precisando de palavras para pedir mais silêncio. Nada disso! As palavras tem poder? O silêncio tem muito mais. Ele diz o que as palavras nunca conseguirão dizer. Sou assim: mais silêncio do que palavras. Prefiro. Dói menos!” – Orlando Guerra.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


× 5 = trinta cinco

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>