O QUE VEM A SER HUMOR ?

O QUE VEM A SER HUMOR ?

Por Anco Márcio – em 07/02/2011 às 18h28

 

Muito se fala em nome do humor, poucos o fazem, e mais ainda, pouca gente sabe na verdade o que vem a ser. O humor é um gênero literário, assim como é o conto, o romance, a poesia, a novela, e o ensaio. Nem tudo que é engraçado é humor, nem tudo que é humor é engraçado. Ser humorista é uma coisa e ter senso de humor é outra.

Como eu já disse aqui, na minha idade não há por que ser modesto. Na Paraíba, melhor dizendo, no Nordeste, existem dois humoristas de texto: Anco Márcio e Humberto de Almeida. Mas aí você perguntará: e Piancó, e Cristovam Tadeu e Nairon Barreto…? Esses, apesar de pessoas finas, não são humoristas, são comediantes. Excelentes comediantes.

Humorista é Millôr Fernandes, comediante é Renato Aragão, era Costinha, era Zé Trindade, era Ankito, era Oscarito.Humorista é todo o pessoal do Casseta & Planeta, comediante é Shaolin.O humor por vezes nem nos faz rir, por mais paradoxal que possa parecer essa frase. “Latejar é dor em gotas”. Isso é humor. Piada de papagaio, não é humor, anedota não é humor.

O humor nos leva a pensar, não nos faz dar gargalhadas, é como diz Ziraldo: “Faz cócegas na mente”. Você nunca vai dar uma gargalhada com um texto de Millôr, mas dá gargalhadas com uma performance de Cristovam Tadeu ou Nairon Barreto. O comediante faz rir, o humorista faz pensar, incomoda, tanto que foram perseguidos durante a Ditadura Militar.

Um bom contador de “causos” e anedotas é apenas um bom contador de causos e anedotas, nunca chegará a ser um humorista. O Soares é humorista e comediante. Ele escreveu humor no “Pasquim” e fez comédia no “Viva o Gordo”. Ainda hoje no seu programa ele faz as vezes de um apresentador engraçado, nunca de um humorista.

Um autor de peças de teatro engraçados é um comediógrafo, não é um humorista, apesar de Millôr ter vários textos de teatro escritos em forma de humor, nunca de comédia. “Charge” é uma palavra francesa que significa “carga” é um desenho que vem com uma carga de riso e tem como representante maior aqui na Paraíba, o Cristovam Tadeu, que tem um bom traço, boas ideias e não comete erros ortográficos…

Se eu soubesse desenhar seria um bom chargista ou cartunista. Mas eu tenho a ideia para fazer a charge e nos tempos do “Edição Extra” um conhecido cartunista e chargista daqui, fazia apenas desenhar. As ideias e o texto eram meus…E olha que ele já foi de uma importante revista aqui no país.

Portanto que fique esclarecido de uma vez por todas: humor é humor, piada é piada, comediante é comediante, humorista é humorista, comediógrafo é comediógrafo, chargista é chargista. O humor é uma das mais difíceis formas literárias. Difícil por parecer fácil. E tudo que parece muito fácil é na verdade muito difícil. E humor não se ensina. Ou você nasce humorista ou não nasce humorista.

O pessoal do Casseta não é comediante, é humorista. Os textos deles são para ser lidos, nunca representados e, pior ainda, por eles próprios, que não são comediantes nem atores. Se aquele texto caísse nas mãos de atores comediantes, melhoraria cem por cento. Infelizmente, eles querem ser engraçados, quando o que tem humor é o texto, não a representação deles, Cassetas.Se necessário, voltaremos ao assunto…

Eu Plural: infelizmente Anco não teve tempo para continuar essa bela aula sobre a matéria que conhecia por aqui melhor do que ninguém. Que esteja em sua nova cidade sorrindo de tudo isso… e com cereza está. pausa. nada de estará -1berto de almeida

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


2 × sete =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>