O silêncio e tudo o que dele me restou…

O silêncio e tudo o que dele me restou…

Perguntam-me de que se trata meu primeiro “capa dura” a ser lançado no próximo dia 28, no SESC, balneário da praia. Ele trata de mim, respondo. Das minhas coisas. Do meu mundo cheio de palavras e linhas, mas sem entrelinhas. Tudo às claras. Nele exercito o malabarismo desses dedos que movem o meu pensamento. Sou assumidamente um Malabarista de Palavras. Nada de poeta. Poetas são Sérgio de Castro Pinto, Políbio Alves, Vanildo Brito, Jomar Souto, Marcos Tavares….Ou sou isso ou sou aquilo. As vezes apenas os dois. As vezes. Afinal, sou plural. Somos.

 

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


oito + 2 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>