Os Cães de Rua

Os Cães de Rua

Nenhum latido. Nesses momentos os cães são silenciosos. Instinto? Não. Somente os cães sabem o porquê desse silêncio em momentos assim. Apenas no olha. Um olhar de quem que procura algo e, infelizmente, ainda não encontrou.

 Não vi nos seus olhos um pedido de comida. Não parecia estar com fome. A impressão que ele nos dava era de solidão. Isso: um cão solitário como muitos que passam entre solitários homens. Muitos os próprios donos. Sente-se no olhar triste que procura alguém com quem divida a sua solidão. Abandono? Talvez.

Confesso que sinto pena desses animais vadios e até mesmo mais que alguns vadios homens. Esses, porém, conscientes de sua solidão. Mesmo que muitos não saibam o motivo desse estado de espírito. Solidão. Essa não é uma opção. Ninguém opta nesta vida pela solidão. Nenhum homem é uma ilha. Disseram um dia. 

Com quem eu poderia contar? É esse o seu olhar. Alguém que possa estar ele e ele com esse alguém poder estar. Cão não pensa. Dizem alguns.  Muitos. Eles pensam que não pensamos, pensam os cães.

O cão que encontrei passeando na beira-mar, não é o tipo de gente rica. Nem rico ele seria. Estava na paria, mas nessa não morava. Passava por ali. Apenas. Nascera por ali. Talvez. Entre mansões e Corollas último modelo, não sabia – os cães nada sabem, seguem o instinto – que poderia a qualquer momento ser atropelado e morrer. Mas, morrendo, não pensava, porque cão não pensa, apenas imagino no momento, não faria falta a ninguém.

Esse, afinal, era um cão sem dono. Um cão vadio assim como muitos sem donos e vadios, todos pensantes, que estão abandonados nesta vida. Vida de cão. Embora não como a vida de gado, sempre marcado para morrer. Mas um dia, também marcado pelo abandono, será morto.  E ninguém sentirá a sua falta.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


nove × 8 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>