Os muitos males e pequenas alegrias das grandes bebedeiras

Os muitos males e pequenas alegrias das grandes bebedeiras

 Por Anco Márcio – em 02/03/2007 às 00h00

Felizmente há mais de vinte anos que não bebo. Sem querer ser muito moralista ou dar as famosas lições de moral, foi a melhor coisa que fiz na vida, parar de beber. Eu sou um alcoólatra, doente de alcoolismo e a solução foram parar mesmo definitivamente, de uma vez por todas.

Os que podem beber, os que não são alcóolatras, devem beber, se divertir, pois eles têm a capacidade de parar quando querem, ao passo, que nós os alcoólatras bebemos por vezes até cair, e passamos quatro, cinco dias bebendo. Eu cheguei a passar uma semana!

E a sensação da ressaca é terrível, parece que você vai morrer, parece que o mundo vai se acabar. O mundo vive mergulhado no álcool, o ator e cantor Frank Sinatra dizia que vivia sempre duas doses abaixo. E tome bebida, tome bebida! Hoje, meninos de doze, treze anos já bebem.

Falam em acabar com a propaganda de bebida de cinco às dez da noite. Valerá alguma coisa? Qualquer coisa que se faça é válida, mas acho essa de uma tolice… Para se beber não necessita de propaganda. Existem os amigos que bebem e põem seu filho na rota da bebida.

Quem fuma maconha ou crack, quem cheira cocaína, sempre começa pela bebida. E depois de embriagado parte para o que pensa ser uma nova experiência. Parte para as drogas. Felizmente, na minha trajetória de bebida eu escapei das drogas. Experimentei e não gostei. Fiquei só com a bebida mesmo.

Se conselho fosse bom seria vendido e teria liquidação em loja. Mas aceite um de quem passou mais de trinta anos bebendo. Não beba! Eu só vim a ser feliz, casar, ter meus filhos depois que parei de beber. Antes eu era uma coisa dominada pelo álcool que se acabava lentamente.

 

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


nove − = 7

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>