Postagens

O poeta Políbio Alves e “O que me restou do silêncio…”

o poeta políbio alves

Agora com o fim do primeiro ato, o lançamento de o “O que restou do silêncio…”, na última sexta-feira, aos  ainda que não adquiriram um exemplar das histórias deste Malabarista de Palavras e não “vendedor de livros”, ressalto, mas apenas um Malabarista de Palavras, tenho repetido e repetido e repetido, posso “apresentar uma das apresentações” (sic) do Capa Dura escrita ... Leia Mais »

Tião Lucena também fez a festa…

o escriba e o mestre tião sem cerimônia...

Eu Plural: ressacado, confesso, nem ia espalhara palavras neste singular espaço plural. Dá um tempo.  até segunda-feira quando volto a trabalhar. Mas, ainda em recuperação da noite cheia de musica e silêncio, acordei e encontrei essa “consideração tiãoluceana”, própria de quem vê tudo e tudo sabe descrever como melhor dos humores (epa) e estilo próprio, direito com um soco de ... Leia Mais »

HOJE SEM TIRAR NEM BOTAR FICO COM TIÃO LUCENA!

capa do que me

1berto de Almeida lança livro hoje no Sesc Praia Postado por Tião Lucena, 28 de Novembro de 2014 às 05:18 Ele é feio assim mas não morde, ao contrário, torna-se bonito com cinco minutos de conversa.E quando escreve,então,amolece o coração do homem bruto e da mulher carente.1berto de Almeida é uma jóia rara nesse mundão sem jóias e cheio de ... Leia Mais »

Pingos

única doença…

Diz o médico para o paciente:   – hum& ...

ensaio noturno

Diz o médico ao paciente:   –  Esta m ...

BOM DIA!

o médico examina, durante horas, um doente. E vai ...