Postagens

Mamãe ele foi à Cuba!

cuba ir

Em nenhum momento ele insinuou que ir à cuba e não ver Fidel Castro era a mesma coisa que ir à Roma e não ver o Papa. Disse simplesmente que gostaria de ir à Cuba antes da morte – não acrescentou “ou da queda” – de Fidel Castro. Uma curiosidade normal. Tanto quanto aquela do Chico Buarque, Ferreira Gullar, Frei ... Leia Mais »

O que me restou do silêncio: ” a paixão desmedida pelo ofício de escrever” (Políbio Alves)

david e o que me restou do silencio picasa livro

“Reli ainda inédito, o livro “O que me restou do silêncio”, do jornalista e compositor Humberto de Almeida. É, sem dúvidas, uma leitura gratificante. Acima de qualquer suspeita, o livro trata da sociologia da paixão. Exatamente, desmedida pelo ofício de escrever”. - Políbio Alves. O inesperado da surpresa? A frase é velha, mas já teve sua validade. Aqui, neste singular ... Leia Mais »

O livro de ouro das minhas namoradas preferidas

livro de ouro

  Por Anco Márcio – em 16/07/2006 às 00h00 Agora, aos sessenta e quatro anos, fico deitado de papo pro ar, lembrando com saudades do tempo em que eu era um menino de dezoito, dezenove, vinte anos, mas desfrutava da companhia das mulheres mais aprazíveis dessa cidade e corneava alguns amigos ilustres cujos nomes omito. Semana passada me deram noticias ... Leia Mais »

Os gênio conceitualistas e experimentalistas

Um perfeito exemplo de experimentalista: Alfred Hitchcock

Tenho andado ausente nesses ultimo s dias. Mas, como espalhei neste nosso singular espaço Plural. O motivo, porém, é justo: estou botando capa nas minhas histórias, para lançar no próximo dia 28, no “SESC da Praia”. Pronto. Entreguei tudo. No momento, nesse vai e vem, bota e tira, goza ou desgoza, leio um o velho livre que fala dos de ... Leia Mais »

Barravento de Agápio Vieira: a sua Grande Chance.

dois bons personagens do meu bairro jaguaribe: agápio vieira e martinho "braço de guarda-chuva"

Sei que um dos meus dois leitores nunca entenderá o porquê deste escriba ir buscar lá no fundo do baú essa velha música. Velha música. Nunca uma música velha. Os dois pela vez deles  talvez nem entendam porque resolvi “ressuscitar” o bom Sérgio Ricardo. Eu tenho os meus motivos. Eles tem os deles. Também sei que se não explicar eles ... Leia Mais »

Pingos

dia de nós namorados?

dizer mais alguma coisa? nada. tá tudo ai! feliz