Postagens

UM CRÔNICA MOLHADA NUM DOMINGO DE CHUVA!

domingo de chuva

(Para Sandra  que gosta mais de chuva do  que de Sol)   Chove lá fora.  Nada mais comum que se começar uma tentativa de “crônica molhada” assim. Chove lá fora. A constatação é feita para em seguida avisar que dentro do peito tem um sol que não tem mais tamanho.Mas não queria começar essa tentativa de crônica molhada assim. Falando ... Leia Mais »

ALUNO CONSTRANGIDO SOMENTE PORQUE FOI PROBIDO DE FUMAR MACONHA EM SALA DE AULA!

maconha na sala de aula

Dentro do meu tordilho com cascos de borracha, feliz, escuto a entrevista do presidente do Sintep (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Paraíba) Antonio arruda. O programa? “Bom dia, Paraíba”, apresentado por Cardivando de Oliveira. Antônio Arruda  conta o caso a seguir.  Uma mãe procurou o diretor de uma escola pública para “tirar satisfação” com a professora do seu ... Leia Mais »

AQUELE PAPO À BEIRA-MAR

beira mar

Nada melhor que escrever uma crônica sobre nada ou sobre tudo. Um sobretudo vermelho em cima da cama. Um bom exemplo. A cor, porém, menos importa. Sobretudo. Sentar num banquinho de praça e imaginar o que cada pessoa que passa está fazendo de sua vida. Se a aproveitou como a vida merecia, ou perdeu muito tempo na vida tentando aproveitá-la. ... Leia Mais »

O VIZINHO DO LADO SEM LUZ PRÓPRIA E DA ENERGISA

vizinho do lado

Nada de novo no front. Manhã bem cedinho.  O vizinho reclama que um caminhão na “boquinha da noite passou e derrubou os fios de transmissão de energia elétrica de sua casa o deixando sem luz. Assim mesmo: sem luz. Não digo nada. Pensei ainda em dizer que são poucas as pessoas luminosas que conheço. Muitas são iluminosas (sic). E essas ... Leia Mais »

A RAZÃO DE SER DE PAULO LEMINSKI

paulo leminnki caricatura

“Não sou poeta/Nunca fui!/Cartas na mesa/ E nada de modéstia/Não ser poeta?/Nenhuma dúvida: /Tenho certeza!”  Sentiram a brincadeirinha? Pois é. Nada de poeta. Apenas um Malabarista de Palavras. Poetas? Sérgio de Castro Pinto, Antonio Mariano, Lenilson Guedes, Políbio Alves, Marcos Tavares, Anco Márcio… Aqui, neste exato momento, leio Paulo Leminski, um dos meus poetas. Se digo um, claro, é porque ... Leia Mais »

Pingos

os candidatos sacanas de sempre

uma leitora que tive satisfação em como leitora ...