Postagens

Lauro não mora mais aqui…

lauro dapenha e eu

Não sei por que vou mexer nessas coisas de lembranças. Fotos. Essas que marcam  a vida da  gente como tatuagem. Não vamos para nenhum lugar sem levá-las em nosso corpo. Mas tudo isso depois que a gente insiste em nessas lembranças mexer. Foi o meu caso. Entrei nesse espaço internético procurando o que não perdi e acabei encontrando-me perdido numa dessas ... Leia Mais »

Somente louco deixaria de pegar uma nau dessa!

nau dos loucos

Aqui, fora da minha ilha cercada de livros, discos e filmes, um homem ilhado por livre e espontânea vontade, penso na História da Loucura do Michel Foucault. Lembro daquele dia em que estive em nossa Colônia Juliano Moreira, comemorando o dia deles. Não o da loucura, esse é todo o dia, mas daqueles que se encontram “presos” por temerem que ... Leia Mais »

Não doe apenas órgãos: Doe-se!

doação de órgao

Leio que hoje começa uma campanha para incentivar a doação de órgãos. Mas não pensem os meus dois leitores que se trata de órgãos públicos. Esses estão sendo doados todos os dias.  Correios, Telecomunicação, Saneamento e Energia, por exemplo, esses há muito foram doados, enquanto outros vem sendo.  Os nossos administradores não tem vergonha nem coração. Pausa. E, se não ... Leia Mais »

Estou assim foi escrita numa dessas fases em que a vida nos diz que está indo embora e a gente apressa a “indesejável” com um chute na bunda!

PhotoEditor_20190923_075339428

O ano tá lá (assim mesmo: talá) no excelente encarte do disco Pensadores Virtuais. O título é o nome de composição de Dida Fialho x Gilvan de Brito. Faz  dezesseis anos. A gravação e mixação se deram entre os meses de janeiro e outubro de 2003, no estúdio Joala (rio de janeiro). E,  foi produzido pelo maestro Jota Moraes,  pianista, arranjador e compositor ... Leia Mais »

Pingos

Stefan Zweig, o suicídio forjado e a sua bela declaração de amor

Na primeira e última vez que estivemos em Petróp ...

bob dylan em 17 minutos é um saco!

Serei breve: posso até ouvir Bob Dylan, mas dele ...

E QUE LEMBRANÇA!

LEMBRO-ME BEM… nesse dia ele fez questão de ...