Postagens

NADA COMO UM PEIXE ATRÁS DO OUTRO!

peixes

Tomo um café. São quinze horas.  Não sou muito de café. Gosto mais da cor. A minha. Somos cumplices nessa. Amigos. Parceiros. O dia é esse em que escrevo estas mal-traçadas. A primeira quarta-feira do mês de julho, do ano de 2019. Há um vazio enchendo a minha sala. O silêncio.  Esse ocupa todos os espaços. Dentro das gavetas do ... Leia Mais »

Posso entrar ? Tudo bem, a casa é… minha!

bem vindo

Nada foi feito o sonhado mas foi bem-vindo feito tudo fosse lindo Paulo Leminski Uma vez escrevi neste meu singular espaço Plural que não gostaria de ter um milhão de amigos. Isso, concluía, ficava  para esse rei de poucas e boas músicas. Sobretudo aquelas que falam de velhos tempos e belos dias.  Acabei de chegar. Depois de trinta dias no ... Leia Mais »

ATENÇÃO, JI-PARANÁ, NÃO DEIXE PASSAR ESSE RIO!

o bom criador e a criatura boa

Dessa vez não estarei lá em carne e osso. Mas nem será preciso. Daqui de onde de molho estou, sem preguiça, por enquanto, responderei presente meio aos muitos amigos e admiradores que tenho a certeza ele conquistou nessa cidade. Uma conquista pelo ser humano que Dapenha, exemplo para muitos, nenhuma dúvida, pessoa maior que grande, e pelos escritos que por ... Leia Mais »

Desconfio de muita coisa…

riobaldo

Tem coisas que fico assim sem entender o começo, perdendo-me no meio e sem conseguir chegar ao fim. Tudo uma mistura entre cachaça com pau dentro e pau fora da calça depois de bêbedo. Mais uma vez aqui agarrado com a as coisas de “Riobaldo”. Tem algumas arretadas. Outras nem tanto. Tudo parece desconexo. Não fosse o auxílio luxuoso de Quelemén ... Leia Mais »

Pingos

Uma corda no pescoço sairia mais barato

tornozeleira passou a ser um prêmio de loteria de ...

E a força da grana destruiu a nossa Rádio Tabajara

A pergunta que não quer calar: A destruição do ...

Aí essa saudade de mim…

… não sei se chore ou se RIO!