Pai e mãe…

Pai e mãe…

Vocês sabem. Mania de feira. Uma entre as poucas manias que tenho. Esse flagrante aí de pai/mãe aconteceu na feira de Oitizeiro. Ontem. Domingo. Descansava. Domingo também. Primeiro foi o choro. Depois veio o carinho espalhado pelo olhar do pai. Fome. Deve ser. Pensou. Fome. Pensei. Não tinha peito com leite para saciar a sua – dele -fome. A solução: deu o peito cheio de amor de pai. Alimentou. Alimentou-o. O choro parou. O balançar no peito cheio do amor continuou. Silêncio. Dormiu. Apesar dos olhos abertos, o pai  parecia dormir também. A feira silenciou. O sono e a dormida no colo do pai calaram a feira. Nenhum barulho. Uma feira livre do barulho natural das ferias livres.  Dormiu. Dormiram.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


− dois = 5

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>