Pastor suspeito de estuprar fiéis é preso em casa

Pastor suspeito de estuprar fiéis é preso em casa

Religioso ficou conhecido como “maníaco da orelha”

O pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular, Wilson Jorge Ferreira, 51 anos, foi preso nesta terça-feira (13), suspeito de abusar de, pelo menos, 15 fieis.

Por sempre iniciar seus assédios lambendo as orelhas das vítimas, o homem ficou conhecido como “maníaco da orelha”, informa O Tempo.

Na última sexta-feira (9) a reportagem do jornal divulgou história de mulheres que foram assediadas pelo religioso, que recebeu a designação para ser a “voz de Deus” como pastor na capital e região há 25 anos. Na manhã de hoje ele foi preso em casa durante a Operação Libertação, que apreendeu também vários aparelhos eletrônicos do suspeito.

Segundo as mulheres que o acusam, o pastor marcava uma reunião reservada com uma de suas “ovelhas” ou oferecia uma carona, dizendo que precisar falar sério com elas. Em seguida, se aproximava e lambia as orelhas de suas vítimas.

Depois da primeira denúncia de uma fiel, a igreja o afastou de suas funções, e a Polícia Civil abriu uma investigação. O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) também está no caso.

O periódico mineiro ouviu sete mulheres que dizem ter sido vítimas de algum tipo de abuso. Em 2011, uma delas foi uma mulher, que escolheu Ferreira como celebrante de seu casamento. Algumas semanas antes da cerimônia, porém, o pastor teria chamado a mulher em seu gabinete e a assediado.

“O pastor apresentou todas as certidões sobre sua conduta moral, sem nada que o desabonasse, tal como exigido pelo estatuto da igreja”, afirmou em nota, a Igreja do Evangelho Quadrangular.

 

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


× cinco = 10

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>