Penso em silêncio muitas vezes faz barulho…

Penso em silêncio muitas vezes faz barulho…

# – Vocês têm notado a minha ausência do espaço. São muitas as perguntas e apenas uma resposta para justificar a ausência: O que me restou do silêncio… Estou juntando todo esse resto. Nenhuma palavra mais. Apenas silêncio…

# – Não sei mesmo porque tanta gente fala mal da segunda-feira, colocando-a na condição de um dia mais falado que o domingo. A segunda deve estar rindo de tudo isso. Querem um conselho? Eu dou de graça: a indiferença! Façam isso e verão como ela, a segunda-feira, passará mais rápido que uma manhã de domingo!

# – O silêncio da última eleição começa a fazer barulho. Tem nego que dormindo sonha alto ou está acordando com medo dos pesadelos. Pior: nem sonho nem pesadelo. Não dormem. O medo é grande de não acordar para a realidade.

# – Não leio sinopse antes de assistir a um filme. A surpresa! Essa me prende mais. Lendo sinopses a surpresa foge pelas janelas dos olhos quando ao filme “sinopseado” assistimos.

# – Tem mais: fosse leitor desse tipo não teria assistido a 15 minutos dos muitos filmes a que já assisti. Pois, se assim tivesse feito, podem acreditar: a cada quinze minutos de filme esqueceria os primeiros quinze minutos.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


cinco + 5 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>