Pingos

A ARTE POR DETRÁS DAS GRADES…

jo preso

A arte não se prende! Nunca! Os anos de prisão se não melhoraram o homem, forjaram o artista. Sem recursos,  não lamentou, apenas disse,  inventou aqueles que precisavam para dar forma a arte que carregava dentro do peito. - “Tudo está dentro de mim. Tudo depende de mim. É somente saber a hora certa de ir buscar.  Essa foi uma ... Leia Mais »

A ARTE POR DETRÁS DAS GRADES

jo preso

A arte não se prende. Nunca. Os anos de prisão se não melhoraram o homem, forjaram o artista. Sem recursos,  não lamentou, apenas disse,  inventou aqueles que precisavam para dar forma a arte que carregava dentro do peito. - “Tudo está dentro de mim. Tudo depende de mim. É somente saber a hora certa de ir buscar.  Essa foi uma ... Leia Mais »

UM ENCANTO MUSICAL

ENCANTAR

Encantamento. Substantivo masculino. En-can-ta-men-to. A mesma coisa que atração. A mesma coisa ainda que fascinação e sedução. Perder o encantamento e como desistir de seus sonhos. Foi por acaso. Encontrei a chamada nesse espaço mais “face” que “book”. Encantamento me lembra do Guimarães rosa. Encantamento não é feitiço, mas o resultado. Encantamento pode ser traduzido como sonho? Nada a ver. ... Leia Mais »

EM TERRA DE SAPOS…

cocoras

Confesso que não sei. Uns dizem que ser duro sem perder a ternura é um mal. Não acredito. Mais que nunca o velho provérbio é a filosofia do dia: em terra de sapos de cócoras com ele! O homem que vive entre feras, mesmo sendo um homem melhor sente a inevitável necessidade também ser fera. Eu nesse meio, sem pestanejar, ... Leia Mais »

Hoje eu tô com a macaca!

macaca

Aconteceu há pouco. Ouvi a discussão. O assunto? Experimentos científicos. Um ex-crotos de paletó e gravata – nem precisava disso, existem muitos ex-crotos nus dos pés à cabeça – afirmava com as poucas palavras que com dificuldade aprendeu que a macaca usada  para testar mais um experimento do macaco-homem, se morresse seria para o bem da humanidade. Macaca não tem ... Leia Mais »

VANDERLÉA MAIS QUE UM TERNURINHA”

A gravação é de 1972. Foi pouco divulgada. Todos estão acostumados a ver a “Ternurinha” cantando Foi Assim e aquela horrível de “seu juiz, por favor, pare agora”! Agora vê-la e ouvi-la – preferir no estúdio, fora dele não é tão boa assim – cantando esse “Rock” espetacular do mais musical – João Gilberto é outra coisa – dos baianos ... Leia Mais »

matemática

Não vejo nada demais o fato de os estudantes brasileiros não saberem matemática. A  notícia do dia. Desde os meus tempos de Escola Técnica matemática era o “bicho papão”. Dificilmente encontrava um aluno que soubesse multiplicar oito vezes sete e não olhasse para cima esperando cair do céu uma tabuada. Tem mais: aprenderam a somar, uns ex-crotos, nunca dividir. Leia Mais »

Nunca estaremos sozinhos…

obedecem-ela

“Não dá pra ser sozinho quem tem tanta coisa para lembrar. Não dá para viver sozinho quem tem tanta coisa no arquivo vivo da memória. É só puxar por elas, que as lembranças vêm e enchem o quarto, enchem o corredor, enchem a sala, enchem a casa. São muitas as lembranças… “– Anco Márcio. Leia Mais »