Por que só na hora da sede procuram um sede em mim ?

Por que só na hora da sede procuram um sede em mim ?

Essa animou a folia do Momo. Era o ano  de 1954. Faz tempo, não ? Muito. o carnaval tem dessas coisas. Na brincadeira, apesar do barulho no salão e dos confetes e serpentinas, o recado é dado: “Eu não sou água pra me tratares assim. Só na hora da sede é que procuras por mim”.

 A composição é e Monssueto Menezes, Tufic Lauar, Marcelo. A interpretação de Raul Moreno e antológica!  Sim. Raul é o mesmo Tufic Lauar. O Raul Moreno é seu – dele –  pseudônimo. ÉO mesmo do outro clássico “A flor e o espinho”.

Tudo isso apenas para mandar um recado: eu não sou água! Por isso mesmo, se tiverem com sede queprocurem outro tipo de água! Uma sugestão: que tal água+ardente?

Fica o recado.

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


6 + = nove

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>