se eles não aceitassem , mesmo tendo as almas enormes, viver não valeria a pena…

essa pandemia coronária – falo do corona – tem me feito caminhar pelo universo internético sem aviso prévio e promessa de elaborar um novo e autêntico pdv para o texto.  saio por aí a pescar “peixes coloridos” e outros em “preto e branco”. nenhum problema. o mais importante é o peixe.

assim caminhando nesse mar sem destino e por muitos antes navegados, encontrei esses “peixes” aí. uma confissão: se não fosse o milagre da internet,  com certeza – muitos continuam escrevendo  “concerteza”. não porque querem, mas por ignorância da língua. – não os encontraria nunca!  mais: não iria nunca saber que essa “espécie” de peixe existia mesmo.

mas vamos deixar de lado essa brincadeira entre os mares e os peixes que sem querer agora invento. o mais importante nesses seres tão humanos quanto o mais prefeito de nós é que eles são felizes. isso mesmo: a felicidade também está no descoberto pelo einstein. explico melhor: é relativa.

arthur schopenhauer dizia que a nossa felicidade depende mais do que temos nas nossas cabeças que nos nossos bolsos. pausa. nessa hora,  talvez um dos meus dois leitores procure no google saber quem é esse “sujeito” que define a felicidade como um “tesouro” que está em nossa cabeça e nunca no bolso. e faz bem. são poucos os que sabem. 

também tem aquela do “as feias que me desculpem, mas beleza é fundamental”. para ser feliz? não acho. poeticamente é até bonito. mas não fundamental. 

o importante é que sesses doces seres humanos e imperfeitos aos olhos de muitos são perfeitos quando se trata de felicidade.  são felizes e fazem questão de espalhar essa felicidade nos olhos daqueles que os veem com os olhos da alma. são feios ? negar ninguém há de. fazem “mal” aos olhos acostumados ao ser “completo” ?   fazem. mas são felizes. uma  felicidade que  os completam diante dos olhos mais exigentes

Compartilhar...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


1 + três =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>